O que é que podem fazer de tão INOVADOR para revolucionar a seleção brasileira?

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather

O assunto hoje mais comentado ainda é a seleção brasileira, as derrotas recentes (7×1 e 3×0) a demissão de Felipão e toda a comissão técnica, e mais: já é dado como certo o retorno de Dunga e sua turma para o comando da seleção. O que eu entendo de futebol é pouco. Não sou dos que sabem identificar e diferenciar 3-5-2 do 4-4-2 e de 2-5-3… para mim isto é coisa que, quem tem que entender, adotar, fazer funcionar é o técnico.

Se, e tudo indica que será mesmo o Dunga, o que é que posso fazer? Nada! Ouço e leio na internet um grande número de pessoas que dizem entender de futebol, que é uma péssima opção. Alguns até insistem: A CBF está perdendo a oportunidade de uma GRANDE RENOVAÇÃO.

Os comentaristas de futebol queriam, e querem um técnico que inove no futebol, e eu fico aqui me perguntando: O que é que podem fazer de tão INOVADOR para revolucionar a seleção brasileira? O que é que se pode fazer para que o futebol seja diferente do que é?

Eu digo e repito: Querem ver futebol bonito? Comprem os DVDs das copas de 82 e 86! Quem viveu esta época sabe como era alegre, bonito, lindo, magnifico ver a seleção desta época jogar bonito. E, ai, Ganhou? Não! As seleções que ganharam os títulos do tetra e do penta foram aquelas que não jogava bonito e não tinha aquela classe nos passes, não tinha aquele entrosamento, não tinham aquela beleza nas jogadas, não tinham aquela graça nos dribles, aquela leveza, aquela transição da bola entre goleiro, defesa, meio de campo e ataque. Mas, e ai, ganharam o que? Nada!

Eu prefiro uma seleção eficiente. Eu prefiro uma seleção competente. Uma seleção que ataque, marque e saiba se defender. Uma seleção que não faça feio. Uma seleção que ganhe mais do que perca. Uma seleção que marca e ataque com eficiência. Não importa quem seja o técnico.


Há muito mais jogadores do que vagas na seleção. Eu e milhares de outros brasileiros assistimos outros campeonatos e vemos tantos bons jogadores nos times e que já passaram por seleções de bases, jogaram em seleções sub-15, sub-17, sub-20 e no entanto, e apesar de serem bons jogadores no profissional, jamais chegam à seleção brasileira.

Segundo a crítica especializada tudo isto se deve ao comando da CBF, os conluios com empresários, conchavos com certos patrocinadores. Há quem peça a cabeça dos dirigentes da CBF. Há quem diga que as derrotas acontecem porque há muito interesses ocultos nas escalações; que não há mais amor ao futebol; que não há mais amor à camisa.

Se Dunga será bem sucedido na seleção eu não sei! Sei que, se empatar as próximas partidas, ou se perder por apenas 1 x 0 já será uma grande diferença! Por mais que se digam que é necessário inovar, eu, ainda questiono: o que é que se pode criar para INOVAR o futebol? O que é que falta inventar para um time ser INOVADOR? O que é que falta ao futebol brasileiro para que os críticos do futebol pense que já atingiram a inovação?

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *