O que é necessário para iniciar a programar computadores?

Estou auxiliando uma estudante a responder as questões da primeira lista de programação! Nem sei se ela vai me pagar pelas bancas e auxílios prestados. Mas, faço, mais interessado em ajudá-la a “aprender a lógica e a programação” do ter interesse pecuniário. A referida pessoa depois de meses estudando sistemática e metodicamente o que foi orientada a estudar, se julgava incapaz de continuar o curso, e, se rotulou como incapaz de aprender a programar, e, se declarou burra por não ser capaz de realizar as atividades propostas.

Como é amiga de meus filhos, de minha esposa, e, passa algum tempo conosco, me solicitaram intervenção na situação. Conversei com a pessoa no sábado! Uma das questões da lista de exercício era a questão abaixo transcrita?

 

A jornada de trabalho semanal de um funcionário é de 40 horas. O funcionário que trabalhar mais de 40 horas receberá hora extra, cujo cálculo é o valor da hora regular com um acréscimo de 50%. Escreva um algoritmo que leia o número de horas trabalhadas em um mês, o salário por hora e escreva o salário total do funcionário, que deverá ser acrescido das horas extras, caso tenham sido trabalhadas (considere que o mês possua 4 semanas exatas)

 

1 – O aluno não sabe por onde começar!

Ela não entende por que motivo não consegue resolver a questão! Para explicar as dificuldades dela, eu peguei um papel e uma caneta e lhe fiz as seguintes exigências:

1 – Se você recebe R$ 1.000,00 por mês, quanto você ganha por dia?

2 – Quanto você ganha por hora?

3 – Ao fazer hora extra, o valor da hora aumenta 50%, quanto valerá a hora?

Passados alguns minutos ela concluiu que não sabia calcular o valor do dia, nem o valor da hora, e, por conseguinte, não sabia calcular 50% do valor da hora! Assim, a dificuldade dela excede “a obrigação do professor” de programação de computares. Ela deve aprender a resolver estes problemas de cálculos matemáticos, ou, de solução de problemas lógicos. Saber como encontrar respostas. Para consegui avançar em seus estudos sobre lógica de programação de computadores. Tanto quanto, muitas vezes, até existe paralelo a disciplina de programação, aulas de matemática e raciocínio lógico matemático, no entanto, não se “percebem” a estreita ligação entre as matérias!

2 – O aluno deve aprender as sintaxes e os comandos das linguagens!

Somente após o alunado saber encontrar respostas de perguntas é que se facilitará a introdução de fato do ambiente de programação, conhecimento sobre a IDE, conhecimentos típicos e necessários da linguagem em questão.

3 – A resposta para a questão sugerida

A solução para o exercício proposta passa por:

a)- Perguntar: Quantas horas foram trabalhadas no mês?

b)- Perguntar: Qual é o valor de uma hora trabalhada?

c)- Diminuir o total de horas trabalhadas pelo total de 160 horas mensais, que corresponde à 40 horas semanais, multiplicado por 4 semanas para saber a quantidade de horas extras trabalhadas no mês; (Exige saber as quatro operações básicas da matemática: somar, diminuir, multiplicar e dividir)

d)- Calcular o valor das hora extra, mais 50% do valor digitado, conforme está no item b; (tem que saber pelo menos calcular percentagem e regra de três, matérias do ensino médio)

e)- Somar o valor do salário total com o valor das horas extras acrescido de 50%

3 – Inércia do professor

Professores de programação nas instituições de ensino, que não tem paciência de ensinar tais conteúdos básicos e que faz parte das exigências aos alunos de saberem estes conceitos básicos e necessários no dia-a-dia, não apenas à programação de computadores. Somente, após, dominar estas matérias básicas, o aluno, até poderá crescer e buscar realizar programas que exijam outros conhecimentos matemáticos, físicos e de outras matérias de exatas para a realização de seus trabalhos de programação.

4 – A codificação e solução da questão.

Pensando em alunos iniciantes em programação, eis abaixo, um exemplo de código para entender como é que se consegue resolver estes problemas.

Na codificação acima proposta, se pode observar o início do programa; a sessão de declaração de variáveis, a execução e leitura de dados na tela para o usuário, os cálculos das horas extras, salário mensal, valor da hora com 50%, e o salário total. Na parte final, exibe os resultados. Na linha 28, uma demonstração de que se pode, ao exibir na tela, realizar processamento.

 

Daniele
A coisa mais complicada para mim foi estudar lógica de programação com calma. Eu queria já sair construindo mil e uma coisas , mas sempre esbarrava na lógica. Na faculdade começamos com Processing (horrível) e ainda não aprendi e reprovei Programação I. Agora estou estudando PHP por conta própria e vi que se quiser passar em Prog. I vou ter que fazer isso e esquecer o professor… Realmente é como você disse: eles não têm paciência e o pior, tem má vontade, alguns detestam dar aula, mas não encontraram outra coisa melhor para fazer e foram armar a rede na Universidade.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *