Ensino Superior: o que o Lula diz é uma coisa, o que existe é outra!

Um outro amigo, o Daniel do Blog: tempestade cerebral deixa entre outras palavras o seguinte:

… Pelo menos o governo Lula inaugurou 14 universidades enquanto o FHC nenhuma.

Eu aprendi com uma professora, Dona Tuca, que não se deve acreditar totalmente nas palavras do rei. Deve-se sempre investigar se é verdade a informação.

Neste comentário do Daniel, por exemplo, nem vou usar os critérios do raciocínio lógico. Que se fosse, diria logo: Basta encontrar 1 universidade que FHC tenha inaugurado, para que a afirmação esteja errada! E bastaria também, provar que INAUGURAR não é o mesmo que CONTRUIR, organizar e deixar pronta. Vamos aos resultados das pesquisas:

Eu encontrei a informação no Blog do Planalto neste texto e link: Expansão Universitária no Brasil. Seguindo a orientação educacional que tive, vamos fazer comparações e afirmações em cima do que descobrir de informações sobre o fato.

14-universidades-2010_thumb3

A imagem do infográfico acima afirma que entre 2003 e 2009 o governo Lula inaugurou 124 campus universitários, sendo 14 só em 2010. Os dados deste ano, só estarão disponíveis no ano que vem. Por isto, irei procurar comparações até o ano de 2009 que tem como referência o ano de 2008.

Os mistérios de Lula versus FHC.

Comparando os dados até 2002, último ano de FHC sem TER FEITO NENHUMA UNIVERSIDADE, segundo informações repercutida por Daniel e outros tenho a seguinte informação:

  • Concluintes em universidades Federais: 71.285

Ai vem o Lula, e, a partir de 2003 até 2009 cria mais 110 novos campus universitários e o resultado é este:

  • Concluintes em Universidades Federais: 84.036

Qual a diferença entre o último ano de FHC, sem ter feito NENHUMA UNIVERSIDADE como presidente e Lula depois de ter INAUGURADO, 110 novos campus? Explique-me senhores, como é possível um governo aumentar o número de universidade, dizer que fez mais pelo ensino superior do que qualquer outro, no entanto, mesmo com mais 110 novos campus, com muito mais investimento, com todo este esforço, investimento e dedicação ele aumentou em poucos por centos a margem do outro que tem a fama de NÃO TER INAUGURADO nenhuma universidade?

Ai eu pergunto: O que é que o FHC e seus ministros fizeram para tanto? Ou será que é o contrário? O que Lula diz é uma coisa o que temos é outra? Quer comparar? Eis a fonte da comparação: INEP Censo do Ensino Superior. Quer mais? Tem mais!

No período em que FHC foi presidente, em 1994 haviam matriculados no ensino superior 87.862. E quando saiu do governo deixou 151.101. Além deste aumento, tem outra informação, o percentual dos que CONCLUIAM  o curso era de 59,2% Já no governo Lula, esta taxa caiu. Veja a comparação nas imagens abaixo, extraídas das tabelas citadas.

Graduação Presencial: 1991-2002

199_thumb[2]

Graduação Presencial: 2002-2008

2002-2008_thumb[3]

No governo Lula, o percentual de concluintes caiu quase 2% no período 2002-2008. Não é boato. Tá nas tabelas do INEP. É fato! Então me surge algumas questões do tipo:

Se o “pobre” pode entrar na universidade, porque, estão se formando menos? Por que eles não concluem? Cursos insatisfatórios? Falta de estrutura? Falta de tempo? Falta de incentivo? Não é o que eles queriam? O fato é que, mesmo nestes tempos de Valhol luliana, a taxa de quem termina o curso superior é menor do que no período daquele que não fez nenhuma universidade.

E não vou esmiuçar a mentira das 14 universidades, pesquisem nos sites do MEC e do INEP e vão descobrir que Lula não criou 14 novas, ele fez uns armengos. O que o Lula diz é uma coisa, o que existe é outra. Não é boato, tá nos relatórios do governo. É só tirar um tempinho para ler, estudar e verificar que o Governo Lula é muito bom para contar vantagem. Lula, nem com todas as EAD disponíveis aumentou a qualidade e a quantidade que diz ter feito.

Ou seja Daniel, o seu PELO MENOS o Lula fez 14 universidade e FHC nenhuma, é desmoralizada pela lógica, de que FHC, sem ter INAUGURADO NENHUMA UNIVERSIDADE, foi tão bom, e nalguns aspectos, melhor do Lula. Olhe as tabela, faça o download no site do INEP e compare o período de FHC e o período de Lula, e você vai ver que sem ter inaugurado nenhuma universidade, FHC ampliou o ensino superior em mais de 58% e Lula, ainda que tenha inaugurado 110 novos campus, não avançou mais. Por que será? Não sei, talvez mentira, mas eu prefiro acreditar que o governo Lula/PT e Jaques Wagner também, são muitos melhores quando fazem propaganda.

É justo a proporção: 110 novos campus de universidade por 15% de aumento?  Quantos campus é necessário para chegar a 100%? Regra de 3 proporcional e inversa? Não me lembro mais! Quero ajuda dos universitários!

Mais tarde a última resposta.

luis
Meu caro, vc se esquece que as universidades demoram anos para ser construidas e depois de formadas as turmas ainda são 4 ou 5 anos até a formatura.

Ah! Então, por esta lógica, é possível que todo o desempenho das universidade no governo Lula seja por causa de ações de 4 ou 5 anos antes dele, é isto?

E assim, o que Lula contruiu agora só será possível no primeiro ano depois deste eleito no final deste mês?

luis
Por que vc CENSUROU a tabela do Post??? o governo FHC foi de 1995 a 2002, se você não sabe. Depois dizem que censura é coisa do PT, ridículo! Espero que não censure meu comentário também.
e por favor, atribuir 2% de diminuição na conclusão do ensino aos pobres é mais ridículo ainda, pra não dizer PRECONCEITUOSO!
mas no Blog sujo do Serra PODE!!! aliás, é esperado!

Que tabela Luisão? Aqui, ao contrário do PT que manda a PF fazer o trabalho de censura a panfletos, nada é censurado. Nem na lista de SPAM aparece informações que você tenha mando. Envie links de imagens, de sites. Só pode 2 links por comentários e mesmo assim, é necessário que eu avalie os links para saber se não é link para vírus. Só esta regra. Nenhuma censura.

Quanto ao comentário, aconselho-te a aprender a ler e a interpretar, eu não afirmo em momento algum nada sobre os pobres… releia o texto. Nem pra minha esposa, que eu amo, eu gosto de repetir explicações!

luis
E as vagas do PROUNI, financiadas pelo governo federal, que só em 2010 financiaram 240 mil bolsas de estudo? isso é mais que o número de concluintes das públicas em 2002!

A crítica que faço ao PROUNI, e, sei que você é miope na questão, é que se o Governo pagou 240.000 bolsas as universidade particulares, porque não investiu nas universidades públicas? Esta transferência de responsabilidade você é incapaz de ver.

Se cada bolsa for de apenas R$ 300,00 o governo entregou 72.000.000 aos donos de universidades particulares, e transferiu a responsabilidade de oferecer a educação que nos é garantido em lei, sem garantias, sem qualidade e sem fiscalização, mas, você acha isto grande coisa, eu classifico como grande merda!

luis
que lista de SPAM? “mando”??? não tenho idéia do que vc está falando!

Seu texto é este: “Se o “POBRE” pode entrar na universidade, porque, estão se formando menos? Por que ELES NÃO CONCLUEM? Cursos insatisfatórios? Falta de estrutura? Falta de tempo? Falta de incentivo? Não é o que eles queriam?” Eles quem, senão os pobres? não tem mais ninguém!!! só se vc pensou uma coisa e escreveu outra!

Cara, eu também seria contra o ProUni se este governo não fosse o que mais construiu universidades, novos campi e contratou professores. Com certeza se fizerem igual ao FHC, ZERO campi novos em oito anos e contratação de professores apenas para repor os aposentados, eu serei contra este tipo de incentivo fiscal. É preciso perceber que a educação muda a vida da pessoa e da família dela, pois abre portas para as pessoas terem melhor renda e perspectivas. Assim, a mudança precisa ser pra hoje, e não pra daqui a anos, e pelo menos isso esta política garante.

O mais importante, o número absoluto de ingressantes e concluintes, vc não comparou no post. Compare o final do governo FHC com o final do governo Lula. Aí sim saberemos se seu argumento tem algum fundamento.

Tá vendo que você não sabe interpretar o que lê! Eu não escrevi que você envia SPAM. Eu escrevi que, o que você escreveu, o que você pensou ter enviado, tabelas, links, etc, NEM NA LISTA ANTI-SPAM do blogue apareceu. Pois, há regras para se publicar comentários. Se, num comentários, existir mais de 1 link, é guardado primeiro na pasta de SPAM para ser avaliado. E, nem na lista de SPAM o blogue apareceu nenhuma informação anterior que você tenha enviado.

Outra prova de má interpretação é o texto que você cita. Quando escrevi, tive a intenção, e está no texto assim, uma critica ao Governo Lula que jacta-se de dizer que no neste período o POBRE teve a oportunidade de frequentar universidade… então questiono, por que então, estão concluindo menos? Está claro e evidente este sentido no texto. Não é preconceito ao pobre, é questionar o que Lula diz, com o que o Governo informa.

Eu questionei a construção das universidades e já te respondi sobre o PROUNI e sobre ter construido mais universidade, você já declarou, que só daqui a 4 ou 5 anos é que se terá os frutos, e logo, os frutos que Lula colheu nos 4 ou 5 anos de seu mandato, é colheita do governo de FHC…

Eu comparei sim, e até critiquei o fato de mesmo o Governo ter feito 110 novos universidade até 2009, teve apenas, e tão somente 15% de aumento em relação ao tão criticado FHC… tá no texto!

luis
Cara, não acredito que vc realmente ache que um governo que não construiu universidades tenha contribuido mais para a educação superior que um que não fez nenhuma.

Quanto a questão do “pobre”, lendo a sua frase não há dúvida que vc liga diretamante a queda do porcentual de concluintes à inclusão dos pobres no ensino superior. Como eu disse anteriormente, não existe outro sujeito na frase. Entendo o q vc quis dizer com o post, mas esta parte especificamente deixou esta mensagem bem clara. Peça para outra pessoa ler e dizer quem são “eles”que não se formam. Por mim isto morre por aqui.

Outra coisa, a sua tabela 1 não separa universidades federais de estaduais ou municipais. No mesmo documento do INEP eles mostram que houve um aumento de 40% entre 2002 e 2008 no número de cursos em universidades federais, contra apenas 13% nas estaduais. e o número de vagas para estudantes aumentou de 124 mil para 169 mil, aumento de 36%!! Quanto ao ensino tecnológico federal, o aumento foi de 111%!!

Taí cara, não brigue com os números. Como eu disse anteriormente, “O mais importante, o número absoluto de ingressantes e concluintes, vc não comparou no post. Compare o final do governo FHC com o final do governo Lula. Aí sim saberemos se seu argumento tem algum fundamento”

Não é que eu ache, Luis, que um governo que não construiu universidades tenha contribuido para a educação superior mais do que Lula… eu questiono, é um fato simples:
– Como é que o FHC, sem ter construido nenhuma universidade, como é que FHC sem ter feito investimento algum no ensino superior conseguiu os números que se tem, e o Lula tendo sido aquele que mais investiu na educação deixa o número de concluintes diminuir? Com tudo que Lula investiu, tem-se um aumento percentual pifio em relação àquele que NÃO FEZ NADA! É este o argumento.

Ou aquele que não fez nada, é muito bom ou este que FEZ DE TUDO é ruim… O fato é que FHC sem ter feito investimento algum no ensino superior tem números bons, para a época que ele foi presidente, ou seja, de 1994 até 2002.

A questão do pobre, eu insisto, é uma critica ao governo que diz ter colocado mais pobre na universidade.

A tabela citada e apresentada foi para mostrar a queda no número dos concluintes, e não para esta sua analise que pode ser bem mais completa com a tabela do INEP.

E a comparação que faço é entre o período 94-2002 de FHC e 2003-2009 de Lula. Período a Período. É fato que muito que foi implantado em 2010 só se terá efeito e resultados em 2011 e 2012…

luis
ok cara, só mais duas coisas:
1- O aumento não foi só de 15%, mas de 36% até 2008.
2- O parâmtero “% de concluintes” oscila bastante de ano para ano, sem relação direta com o número de vagas oferecidas, portanto não é um bom indicador da política do governo. O número absoluto seria ideal. Pena que não tem este tipo de dados no relatório do INEP para discutirmos mais profundamente.

Os números são os seguintes Luis, e estão no texto, pois, são baseados neles que faço parte das criticas.

A)- Periodo de FHC = 71.285 concluintes;
B)- Periodo de Lula até 2009 = 84.036

Neste período, o site do governo afirma que já haviam sido inauguradas 110 novos campus universitários. Tanto investimento, tanta construção, tanto contratação, tanto dinheiro aplicado, enviado, técnicas, mais professores, mais equipamentos, mais cursos… Eu acho pouco, esta diferença nos números.

E concluo, que o governo de FHC fazia era mágica, e ou, que o de Lula não faz tanto… é uma constatação dos números. Por que não se aumentou no período o número de concluites? Por que os números finais não representam, não apresentam o resultado de todos os investimentos realizados? Já dava para aparecer alguns números, ao menos, as inauguradas em 2003+4=2007, 2004+4=2008, 2005+4=2009… ou seja, nestas somas de 4 anos não tivemos o retorno!

luis
Se vc prefere comparar o numero de concluintes ok, eu acho o número de vagas mais correto. Divergirmos, sem problemas.
Mas creio que meus números (também do INEP) são mais consistentes, o aumento foi de 36% nas vagas corresponde bem com o aumento de 40% no número de cursos, e eu isto considero muito bom. Contando ainda com os novos cursos do REUNI (os que conheço ainda estão em implantação), o PROUNI e o ensino a distância, o futuro é promissor.
Alguns podem achar que tudo corre devagar, mas eu estou vendo a mudança acontecer diariamente, e quero que isto continue.
Não vi nenhuma proposta do Serra sobre educação superior, só falou em ensino técnico. Para mim isto é preocupante, pois como disse antes, o ensino muda a vida das pessoas, e como você lembrou bem, é dever do estado.
Daqui a alguns meses ou anos passo aqui de novo para atualizar os comentários, e comparar novamente os dados. Quem sabe comparar os 8 anos completos de cada presidente.

Continuarei a criticar qualquer um que fizer como Lula fez e faz. Os números falam por si. E te questiono isto nos número consistentes. se aumentou 36%, e nas vagas eu não analisei, pois, meu ponto de partida é o que tenho repetido. e foi para contra argumentar ao Daniel, que afirmou que FHC não fez nenhuma universidade. Isto, posso analisar noutro texto, no entanto, penso que muitos já falam bem do governo neste assunto, e não critica o que não está no lugar.
As informações sobre as nova modalidade de ensino, eu também critico, já que há muito mais meios de se obter formação, porque, de 2003-2009 não se pode medir?

Se o Lula, foi quem mais fez pelo ensino superior, e está tão bom, pra que esperar proposta do Serra?

luis
Eu não disse em nenhum momento que não deve haver comparação, disse que acho que meu marcador é melhor que o seu.

O ensino superior deve ser uma política pública, e se aperfeiçoar continuamente. Sim, o Lula foi quem mais fez e melhorou muito, mas ainda tem mais para melhorar. Ainda existem muitas cidades pólo sem universidades, e como vc mesmo lembrou, é dever do estado garantir a educação. Nosso país tem 200 milhoes de habitantes, e estamos falando em 200 mil vagas. Por isso ainda precisa haver muita expansão.

O que eu quero mostrar é que estamos seguindo no caminho certo, com a construção de novos campi e extensões universitárias em direção ao interior. A interiorização da educação é importante para garantir o acesso de todos, diminuir a migração e aumentar o desenvolvimento regional e o consumo do mercado interno.
A solução é esta, de Dilma e Lula, e não a não-proposta de Serra e FHC.

O marcador apresentado por você, e pelo governo ignora o fato em debate, ou seja, que FHC é tão bom, ou melhor do que Lula. Ele, FHC fez tanto quanto Lula, sem ter criado, feito nenhuma universidade. Entendeu o ponto!

De outra maneira: Lula, não conseguiu ser superior nos números de que? Número de universidade inaugurada, mas, os resultados, em especial o número daqueles que iniciam e não terminam provam o contrário do seu marcador e dos investimento do governo. Isto prova, que não é só inaugurar. Deve, e tem que haver politica pública que possibilite o estudante ter qualidade, continuidade, apoio, incentivo, acompanhamento na universidade.

Aqui em Irecê tem a UAB, oferece três ou quatro cursos, e aula 1 vez por semana.

Danfern
Olá, tomei a liberdade de compartilhar via facebook… espero que não se importe.

Muito interessante o texto, como vários dos seus outros escritos – pra gente sempre lembrar de não aceitar sem questionar as “verdades prontas” que surgem…

Acompanho seus blogs há algum tempo, graças ao Tempestade Cerebral, do Daniel/Murdock…

Saudações,
Danielle.

A vontade Danielle… Vou te localizar no Facebook. Daniel é um amigo virtual de longa data!

aliancaliberal
Perfeito seus argumentos.
comparações sem contesto leva a enganos.
O pib mundial no governo fhc de 30 trilhoes a 33 trilhoes.
O pib mundial no governo lula 60 trilões.
O Brasil foi um dos paises que menos desenvolveu no periodo.
A grande diferença entre fhc e lula, lula se “autopromove”.
Gilmara Benevides
O período FHC foi nefasto para a educação superior pública no país. Aqui no Nordeste hoje sabemos que aquele fantasma não existe mais!

1- O nordeste de fato é uma referência na educação pública, não é?
2- FHC com tudo a menor, dinheiro, recursos humanos, prédios, etc e tal, conseguiu formar o mesmo tanto que Lula. Qual terá sido o motivo?

Deve ser porque um é formado e outro não! Mas, também Lula, mesmo tendo feito tanto, diz que fez muito mais, não é?

Paulo sam
É a primeira vez que vejo, alguem tentar provar e explicar que o dez na verdade é um. O Demo alem de mau é ridiculo.

Você só sabe repetir as mentiras que eles te ensinaram.

jo
Os argumentos ptralhas são sempre patéticos e baseados em informações dos institutos de aluguel do PT. O PROUNI é o MAIOR CRIME EDUCACIONAL da história do Brasil. Os dados apresentados pelo governo(?) Lulo/Ptralhista são tão falsos e escandalosos como as justificativas de enriquecimento do Lulinha. Dá vergonha viver e dividir um país com tantos doentes mentais que insistem em acreditar na mentira. Lamentável o que esses vigaristas disfarçados de professores e educadores fizeram com a mente dessas garotadas infelizes que cresceram com a apologia a criminosos como Che, Fidel, Lenin, Mao e tantos outros “eróis du polvo” que mataram e mutilaram em nome de um “bem maior”.
Paulo Subtil
Concordo com o leitor acima , o que vale são as vagas criadas , e o prouni é uma grande ideia , pois proporciona vagas em cursos de reconhecida competência para aqueles que não podem pagar; Lula fez muito bem, na minha opinião
Erivan
Tanta análise distorcida para não admitir o óbivio. Vejam dados oficiais que mostram os investimentos na educação.
http://www2.planalto.gov.br/noticias/2015/05/expansao-ensino-superior_2.jpg/view

Particularmente conheço muita gente pobre que foi estudar no exterior (Ciência Sem Fronteira) graças ao governo do PT. Antes só filho de rico tinha este privilégio. Nós vemos isso no dia-a-dia. Não precisa discutir em blogs.

Segundo a UNESCO, o Brasil avançou na educação nas últimas décadas. Vejam:
http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/education/education-2030/education-for-all/

Erivan
É como dizem: “Jaques Wagner criou 5 novos grandes hospitais na Bahia, mas a saúde pública é ruim”. Ora, se 5 novos grandes hospitais foram criados, o povo está sendo atendido nestes hospitais, há mais leitos, internamentos, cirurgias, etc., como seria se não houvessem estes hospitais?
Vejam:
http://g1.globo.com/bahia/noticia/2014/12/governador-jaques-wagner-faz-balanco-dos-8-anos-de-gestao-na-ba.html

É o mesmo raciocínio que deve ser seguido no caso da criação dos novos campos universitários por Lula.

Educação e saúde são grandes desafios, mas negar os avanços é, no mínimo, má-vontade.

Adão Braga
Tenho que acreditar no relatório do Banco Mundial, ligado ao FMI para acreditar nas mentiras do Lula e do PT?
O que eles fizeram não se sustentou! Se esvaiu em tanta corrupção, má educação, índices baixos em todos os setores!
Adão Braga
Não é má vontade minha não. É falta de dados compatíveis com os dados de criação. Como é que se criam mais hospitais, se contratam mais médicos, se distribui mais recursos e no fim, se tem um serviço público piorado? Como é que se cria mais universidade, mais escolas, e quando se vai observar os resultados se tem mais analfabetos e mais pessoas com nível superior que não sabem regra de 3, percentagem, e as operações básicas, e aumentou o número de analfabetismo funcional? Como se explica esta ILÓGICA?
Adão Braga
Por este comentário deduzo que você sabe ler pouco, sabe pouco de interpretação de texto.
Releia o texto… tem links APONTANDO PARA OS DADOS OFICIAIS do governo que você exija que eu leia!
Erivan
É má vontade mesmo. Citei fontes externas, a mídia Global (que você deve dar crédito) e um link do próprio governo brasileiro. Não há opiniões minhas, são dados oficiais do governo e de organismos internacionais. Muito diferente de opinião do tipo “Como é que se criam mais hospitais, se contratam mais médicos, se distribui mais recursos e no fim, se tem um serviço público piorado?”.

Pergunto novamente: se tem 5 grandes hospitais a mais e estes vivem lotados como era antes sem estes hospitais? Como como não admitir que os hospitais são fundamentais para a melhora no serviço público de saúde?

Você prefere ficar com a ladainha “as mentiras do Lula e do PT”.

Quanto à qualidade do ensino, este já é um outro tema, que, claro, não invalida os investimento na construção de novos polos universitários que tem beneficiado tanto estudante, sobretudo no interior.

Sobre ler pouco ou ler muito, leio o suficiente para não cair no erro de crer em opiniões sem fundamento. A propósito, seus link são todos inválidos. Seria bom você checar isso e consultar os links que postei.

Adão Braga
Todos os textos que escrevo, sobre o governo, tomo por base, informações do próprio governo, estatísticas oficiais e informações do cotidiano publicado em órgãos e imprensa oficial. Não sou do tipo de inventar notícias ou aumentar informações para ter razão. Tudo que pensei e argumentei tem base, em por exemplo: IBGE, Planalto, Brasil.gov.br, etc. Por óbvio que a interpretação das informações não podem ser diferente da situação encontrada.

Por exemplo, a SSP-BA questionou os relatório que apontam a Bahia como um dos Estados mais violentos do país. No entanto, o Governo do Estado informa que tem feito grande investimentos em viaturas, tecnologias, contratações… etc. E, acompanho a SSP-BA nas redes sociais. E, vejo que há grande divulgação em treinamentos, compras de armas, viaturas, aperfeiçoamento… então eu pergunto: O que é que tá errado na equação? Maior investimento, mais treinamento, e, o aumento e a permanente crise da violência, aumento do tráfico… é lógico pensar que quanto mais o Estado investe no combate ao crime, mais o crime aumenta?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *