Em 2016 não senti empatia por nenhum servidor público

Eu leio e também vi na TV como anda a situação de muitos servidores públicos país a fora. É triste a situação em que os entes federativos estão. As vezes somos chamados a sentirmos empatia por eles. Devemos como brasileiros, irmãos, amigos, conhecidos, familiares se condoer da situação deles.

Porém, por outro lado, no entanto, quando os servidores públicos, juntamente com seus respectivos sindicatos, em suas assembleias, decisões coletivas decidem fazer greves, paralisações em reinvindicações diversas, de qualquer pauta, vontades deles, QUANTAS VEZES eles se condoeram da população?

Quando enfermeiros, professores, bombeiros, policiais, bancários, técnicos de campus… todos decidem manter greve, continuar as paralisações, eles pensam em nós, o povo, a população, os que pagam impostos, o cidadão comum! Não! Quiçá, pensam em nós como aliados dos poderosos e até sentem-se em uma luta contra a opressão, de todos contra eles.

Então, digo, em 2016 não senti empatia por nenhum servidor público que ficou com suas contas atrasadas por falta de condições dos entes federativos em quitar-lhe seus honorários. Pior, sabemos que, não vai demorar para a justiça obrigar-nos a todos a pagar e a indenizar estas pobres pessoas sofredoras. Ou seja, eles não terão pena de nós outra vez. Não abrirão mão de toda e qualquer vantagem.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *