Fraude nas eleições e a perversidade do bolsa família

Jesus Apócrifo é o pseudônimo de um ex-pastor. Formou-se em administração em 2007. Atualmente trabalha com assessoria e consultorias na gestão. Estuda Análise de sistema na UNOPAR.

Eu votei no Aécio Neves. Eu moro em Irecê, no Estado da Bahia. Moro aqui desde 1986. Não me orgulho de viver em uma cidade em que a cada ano aumenta o número de famílias cadastradas no bolsa família. Neste mês foram 7.737 famílias que receberam o Bolsa Família em Irecê. Isto equivale a 1/3 do total de famílias segundo senso 2010 do IBGE.

Efeito Bolsa Família

Depois da eleição vencida por Dilma Rousseff reapareceram as informações de sempre: O familismo decidiram a eleição. E de fato por aqui é comum sim afirmar que a população desta região vota no PT e em qualquer cachorro morto petista por que, segundo o mito, segundo a lenda, o PT é quem ajuda, o PT é quem sustenta os pobres. O PT é quem de fato faz a economia da região estar aquecida. Por aqui, há quem diga: “agora pobre come, pobre veste, pobre calça, pobre bebe, pobre compra moto, estuda em escola particular, universidade.” – E, não tem vergonha em dizer: “sem precisar trabalhar”. O fato é que, agora, os nordestinos querem mesmo é esta vida fácil e ociosa de ser sustentado. Antes disso, o povo nordestino tinha vergonha de ser ajudado, de necessitar da ajuda dos sulistas, como cantou por décadas o Luiz Gonzaga: Uma esmola para o homem que é são, ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão

Acontece, no entanto, que o nordestino que antes tinha esta fibra virou esquerdista. Os pobres que são de direita, eles, pensam e querem mudar sua situação de pobreza por meio da educação, saúde, lazer, trabalho e salário. Já os pobres nordestinos de esquerda, pensam que só deixarão de ser pobres, se o governo os tirar da pobreza. É uma lamentação constante desta classe de nordestino e esquerdistas. Ah! Como é que o pobre vai deixar a pobreza, se ele não tem estudo, não tem profissão, não tem condições dele mesmo sair da pobreza? O governo tem que ajudar.

É esta a mentalidade que impera em grande parte dos nordestinos.

Pobreza só aumenta

Na campanha política a Dilma falou com orgulho: “No meu bolsa família candidato, são 50 milhões.” Ora! Ora! Que vangloria nefasta é esta? O governo deveria se orgulhar de ter diminuído a dependência do programa bolsa família, e não, de que só faz aumentar o número de dependentes. É uma questão de lógica e conhecimento. Se o objetivo do Bolsa Família é tirar a família da pobreza, enquanto exige delas que as crianças estejam nas escolas, fazendo acompanhamento de saúde nos postos de saúde … com todos estes anos de programa de bolsa família, já era para a sociedade brasileira já estar sendo impactada com uma mudança de sua realidade, mas, não é isto que se vê, nos relatórios oficiais sobre a pobreza, a miséria, e a educação.

Desde o governo FCH o bolsa família só aumenta o volume e o valor. Com FHC eram 6 milhões. Com Lula 13 milhões. Com Dilma, segundo disse na campanha 2014 são mais de 50 milhões. Ou seja, quanto mais se paga o benefício, mais pobres aumentam no cadastro. Mas, isto, eu explico no tópico seguinte: que é sobre a face perversa do bolsa família, que é fazer com meninas e jovens mulheres sejam especializadas em ter filhos.

A perversidade do bolsa família: exploração.

Faz algum tempo que Adão Braga escreveu sobre o tema: Coisas estranhas no bolsa família de Irecê, pode ser lido ai no link. Para ele, há coisas estranhas nas idades das mulheres que estão tendo filhos numa idade avançada, como este que cito abaixo:

02/07/1931 AVELINA PEREIRA DOS SANTOS

    10/03/2000 MICHELLE DOS SANTOS MOTA
    21/05/2001 GEOVANA DOS SANTOS MOTA
    29/01/2004 REINIELE DOS SANTOS MOTA

Evidente que é estranho que esta senhora, nascida em 1931, tenha tido seus filhos a partir dos 69 anos de idade. Pior ainda! Que tenha tido filho aos 74 anos. Neste ponto sigo o raciocínio de Adão Braga. É um caso para estudo da ciência. Mas, eu vejo que ela é a avó. Os filhos lhe foram deixados pela filha ou filho. E, para manter estas pessoas, precisam sempre ter crianças para poderem cadastrarem-nas no bolsa família. E isto é muito perverso. Em minha opinião, a Michelle já está com 14 anos. Não me será estranho se ela já não estiver grávida para ter também sua renda familiar garantida.

Assim posto, por mais dolorida que seja, esta é a realidade daqui de Irecê e região. O Bolsa Família não diminui a pobreza, e pior, faz aumentar o número de pobres dependentes do programa.

Na eleição passada Dilma ofereceu um aumento de x% para as mulheres que tivessem mais de 3 filhos. E, é de desconfiar de situação como esta que se encontra na listagem do Bolsa Família de Irecê.

23/10/1981 ANA LUCIA EVARISTO NETO
    31/07/2003 FILIPE EVARISTO CUNHA
    08/03/2011 KETTELY EVARISTO DE OLIVEIRA
    08/03/2011 KADU EVARISTO DE OLIVEIRA
    08/03/2011 KAUAN EVARISTO DE OLIVEIRA
    10/06/2013 KELLY EVARISTA DE OLIVEIRA

Se todos os filhos recebem R$ 70,00 esta senhora Ana Lúcia, só por ter tido 5 filhos e ser pobre, o governo lhe gratifica com R$ 350,00. Mais! Pior do que isto, é a suspeita de que, a corrupção está tão endêmica que as famílias para aumentar a renda sem trabalhar, cadastram as crianças no nome da mãe e no nome da avó. Isto, não posso provar! É só uma conversa que sai aqui e ali. Não sei se é assim. Mas, há sim a perversa situação de colocar as mulheres a terem filhos seguidos para terem sua renda famíliar assegurada por longos anos.

A fraude na eleição

Tem pipocado desde o último domingo denúncias de fraudes nas eleições. Fraudes nas urnas. E, tem repetido insistentemente a história de um certo “raquer” que quebrou a segurança das urnas, e, alguns tem sustentado que a empresa Diebold, por ter sido multada por corrupção, e pagaram propina a funcionários públicos de outros países. Assim, fazem a ilação de que também pode ter contribuído com a fraude nas eleições brasileiras.

Não é por ai que eles fraudam as eleições. E, explico por que!

  1. Fraudar as urnas exigirá conhecimento suficiente para a manipulação das urnas quanto ao hardware e ao algoritmo. Muito sofisticado e mais, deixará rastros;
  2. O item 1, também esbarra noutra questão: corromper a empresa americana, já citada, e fazer com que ela corrompa o seu negócio, o que, é improvável que eles queiram correr o risco;
  3. Fraudar as urnas significa manipular o hardware, o software, e depois, serem capazes de destruir as provas de que houve manipulação do hardware da urna e do software;
  4. Não é só o PT quem acompanha as urnas. Os candidatos de oposição também acompanham as urnas; o TSE e os TRE também acompanham. Há pessoas petistas no TSE, existem. Mas, também há de oposição. Há pessoas honradas e nem todas corrompidas e corrompíveis.

Por estes pontos acima, não é crível que o PT ganhe as eleições manipulando as urnas, o software da urna, a empresa fabricante das urnas, os delegados de oposição que acompanham as urnas. Não! Não é assim que o PT frauda as eleições não! Ao longo da campanha utilizei as seguintes imagens para explicar como é que a fraude acontece nas eleições.


Além destes modos acima, há também a mentira, a opressão, a chantagem. Na época de eleição há todo um aparato por aqui para intimidar o cidadão de votar contra eles. Desde a patroa que diz à doméstica: “Se você votar no outro, eu te ponho pra fora sem direito a nada”, até ricos empresários que impões aos funcionários o mesmo: “Eu demitirei quem votar contra o meu candidato”. Agentes de saúde que espalha o terror: “Eles vão acabar com o Bolsa Família” É por estes caminhos que eles FRAUDAM a eleição. Eles fraudam o voto. Intimida o eleitor.

1 votos por urna.

Usando tática acima citada, se o PT conseguir 1 voto por urna, a candidata deles tem mais de 428 mil votos. Se 10 pelegos se dispõem a ir às urnas votarem com títulos comprados, confiscados destes outros brasileiros, se tem 10×428.000 = 4.280.000 (4 milhões de votos) E, eles conseguem isto com facilidade.

A tática da oposição para vencê-los é além de ter o voto, evitar a fraude do voto. É, além de ganhar, evitar eles de roubar. Se evitar o roubo dos votos, a fraude dos votos, evidentemente que o resto o povo brasileiro faz: votar consciente no opositor. Já demos provas disso. Em 2010 éramos quarenta e poucos milhões, agora já somos mais de 51 milhões.


 

DESIGUALDADE: O tema da #BAD2014 é interessante, mas, uma utopia apenas.

Fui convidado para escrever na Blogagem coletiva promovida pela blogactionday.org. O tema deste ano é Desigualdade. As tags da blogagem são estas: #BAD2014, #Inequality #BlogAction14.

Não há como vivermos sem desigualdade. Eu digo que é improvável e até impossível. Podem teorizar o quanto quiserem. Podem reunir as maiores mentes; os mais espetaculares computadores programados para acharem as condições necessárias para a coexistência em igualdade e não haverá como.

Definição do Houaiss:

  • Substantivo feminino

     

    1    Caráter, estado de coisas ou pessoas que não são iguais entre si; dessemelhança, diferença

    2    Ausências de proporção, de equilíbrio; disparidade, distância

    3    Faltas de uniformidade, de regularidade; variação, desnivelamento

    4    Faltas de uniformidade em (obra ou pessoa); desuniformidade

    5    Faltas de constância, de continuidade

    6        Rubricas: astronomia.

    Irregularidade no deslocamento de um astro

    7    Rubricas: matemática.

    Expressão em que, pelos sinais (maior, menor, diferente), se comparam duas quantidades desiguais

     

    São as definições e o entendimento, a compreensão que a palavra cobre. E podemos pegar qualquer uma das definições acima e não conseguiremos aplicar em qualquer segmento apontado. Seja ele a desigualdade social; desigualdade de gênero; desigualdade racial; desigualdade de acesso à informação; desigualdade … etc. Somos desiguais até nas igualdades que poderia existir.

    Nosso mundo; nosso planeta em si, é desigual. Há mais água lá do que cá; há mais pedras aqui do que ali; há mais rios ao norte do que ao nordeste. E assim por diante. Mas, existem uns teóricos de certa linhagem política que insistem em querer que sejamos iguais, em todas as desigualdades existentes.

    Eu sempre brinco com amigos e amiga com a seguinte afirmação: “A vida não foi justa comigo. Nasci: feio, pobre e anônimo”. – E, esta semana uma colega indagou qual seria o contrário de minha afirmação. O que lhe informei: Bonito, Rico e famoso. Ai, ela e outras duas pessoas caíram na gargalhada. E disse: “Só você mesmo Adão”.

    Quererem, desejarem acabar com as desigualdades é uma utopia como muitas outras. É possível? Não! Tanto quantos as demais utopias.

    Para os políticos.

    Nestes dias de eleições nacionais há muitas promessas políticas. Há quem prometa acabar com a pobreza. Afinal o que é pobreza senão a falta de riqueza? Isto a grosso e uni tematicamente reduzindo. Mas, será que todas as desigualdades entre as pessoas deixariam de existir se todos fossemos ricos, ou se todos fossemos pobres?

    Os políticos que prometem acabar este nível de desigualdade estão prometendo o que não conseguirá cumprir.

    Para os professores e mestres

    As pessoas que trabalham na educação sonham em acabar com os desníveis e desigualdades existentes nas mais diferentes camadas sociais. Mas, há diversas realidades, panoramas e condições que impedem e impedirão sempre que a desigualdade na educação inexista. Pelo simples fato de que, nós mesmos, como pessoas somos desiguais e vivemos assim em desigualdade. A desigualdade é nossa condição. E não há como altera-la.

    Um professor por mais eficiente que seja, jamais conseguirá fazer com que seus alunos consigam aprender igualmente o que ele tenta ensinar.

    Nos esportes.

    Para entendermos que o tema é assim uma utopia e uma improbabilidade, é só pensamos nos atletas e nas competições. A desigualdade é que faz com que uns sejam mais rápidos; é a desigualdade que faz com que uns sejam mais ágeis; é a desigualdade existente que separa os que chegam na frente, os que vencem as provas, e que batem os recordes.

    Conclusão.

    O tema: Desigualdade é lindo para ser perseguido e buscado. Não há como tornar este mundo, as pessoas, as condições, as leis, os direitos… nada. Não há como acabar com as desigualdades entre nós. Podem espernear. Podem ser contra o que escrevi. Podem me criticar em ser tão seco, tão cruel, tão desanimador e contrário à proposta do #BAD2014.

    Não há como, por exemplo, pegando o número 1 do dicionário, que diz: “Caráter, estado de coisas ou pessoas que não são iguais entre si; dessemelhança, diferença” – Não há como vivermos, a não ser assim, em meio às nossas desigualdades, buscando um meio de, harmonizar, conviver com “os não iguais”, entre as dessemelhanças, as diferenças entre nós.

    São as desigualdades existente entre nós que nos fazem tão desiguais (uh, uh, uh, uh que constatação!), mesmo, quando se acha uma igualdade entre todos nós.

    • Somos humanos, mas, não temos a mesma idade, a mesma cor de pele, a mesma altura, o mesmo sexo… etc;
    • Temos vida, mas, nem todos temos o mesmo apreço pela vida; nem todos compreendemos e vivemos iguais;
    • Todos temos aptidões e habilidades, mas, mesmo, os que tem aptidões e habilidades iguais, elas são dessemelhantes. Lembra-se que há aqueles que correm, e entre eles há, os que são mais rápidos. Há os que pintam, mas, há os que pintam melhor e diferente do que outros
    • Temos corpos, no entanto, todos diferentes. Nem aqueles que nascem gêmeos, pode-se dizer que não há DESIGUALDADE entre eles.

    O tema da #BAD2014 é interessante, mas, uma utopia apenas. Por mais que se queira acabar com as DESIGUALDADES, o máximo que se conseguirá, é constatar, que ela não acaba, e ela existe, as vezes para o bem, e as vezes, manipulada para o mal. Tá ai. Um professor de gramática, é desigual à mim, que, saberia diferenciar facilmente bem/mau, bom/mal.

    Eu, por mais que leia, por mais que tenha buscado entender, quando escrevo, fico sem saber se escrevi a correlação correta entre as palavras. Como acabar com esta desigualdade?

9ª Edição do BookCrossing Blogueiro

Faz muito tempo que rola na internet o projeto BookCrossing. A ideia é simples: pegue os livros que você já leu, que já não vai mais reler, e deixe-o em algum lugar para ser resgatado por alguém que o lerá. Deixe um bilhete ou carta explicando o projeto. Abaixo tem as explicações.

O que é que eu faço?

Não sei se o que faço se encaixa no projeto, mas, é o que faço sempre! Distribuo os livros que tenho para quem gosta de ler, e quer ler. Este ano, já foram liberados mais de oito livros e quando me perguntam quando é que deverão devolver, eu explico, que os livros devem ser passados adiante para outras pessoas. Sem retorno.

Uma moça que trabalha numa empresa de empréstimos consignados me pediu livros: Adão, você tem mais livros que possa me dar. Aqueles três que você me deu, eu já li, e já passei para minhas amigas. Quero mais. Entreguei-lhe mais dois. Estes últimos foram: Inteligência Emocional e o Mestre dos Mestres de Augusto Cury.

Uma outra que trabalha na empresa de Internet e Comunicação me quis comprar Livros de concursos públicos. Dei-lhe um livro: Solução: Concurso da Caixa Econômica. E o preço solicitado foi a mesma proposta. Passe adiante um livro que você já leu e que esteja em sua estante. Se este estiver te servindo para os estudos, pegue outro livro que você tenha e passe para outra pessoa. É o que peço. Na semana seguinte ela me informou: Já doei o livro que você pediu para eu doar. Doeu, viu? Dar um livro meu assim dói. Mas, combinado é combinado!

Normalmente se espantam com a proposta de receber um livro, e passar um livro adiante. É assim que tenho praticado o BookCrossing Blogueiro. E não tenho adotado a prática de deixar em praças, jardins, por alguns motivos particulares em especial, a desconfiança de que o livro possa ser encontrado por alguém, que ao invés de lê-lo, ignore ou destrua. Ainda não sou tão desapegado ao ponto de deixá-los e não saber o seu destino certo.

Explicando o que é o BookCrossing Blogueiro:

  • Para participar do BookCrossing Blogueiro basta ter um livro que queira libertar. 
  • Escrever uma dedicatória ou bilhete, avisando que o livro não está perdido e convidando quem o encontrou a ler e depois libertá-lo novamente. 
  • Escolher um lugar público e protegido para libertá-lo.
  • Você pode fazer uma postagem em seu blogue contando qual livro libertou e, se quiser aprofundar na participação, faça uma resenha ou conte o que achou do livro – Muitos participantes gostam de fotografar o momento da libertação, mas você pode fazê-lo ou não. Fica ao seu critério.
  • Quem não tiver blogue poderá participar através das redes sociais, publicando na página do evento ou em sua própria página.

Página do evento da 9ª Edição do BookCrossing Blogueiro no Facebook.

  • Você pode usar as imagens dessa postagem e também de outras postagens da label “BookCrossing Blogueiro“, assim como os banners que disponibilizo em “Banners BookCrossing Blogueiro“. 
  • Fique à vontade para confeccionar o seu próprio banner, se os que disponibilizo não lhe agrade. 
  • Não se esqueça, o BookCrossing Blogueiro é um evento público e você pode convidar quem você quiser – eu sou apenas uma organizadora. Me ajude a divulgar o movimento chamando seus amigos blogueiros, leitores do blogue ou das redes sociais. 
  • Se não entendeu como participar mesmo clicando na label “BookCrossing Blogueiro”, pode fazer perguntas no sistema de comentários. 

Estou muito feliz em ainda poder organizar o BookCrossing Blogueiro, um evento que não tinha a pretensão de passar da 1ª Edição. O sucesso é de todos vocês que participam!

Na ocasião da 9ª Edição do BookCrossing Blogueiro; – do dia 08 a 16 de Novembro – estarei listando os participantes em uma postagem. Até!! Junto ao BookCrossing Blogueiro, também acontece o BookCrossing Blogueiro Kids, já em sua 3ª edição organizado pela Trícia Ferreira.
Página do evento do III Booking Crossing Blogueiro KIDS no Facebook

Na Bahia 61% votaram em Dilma. Mas, quem leva a culpa por isto, são os analfabetos.

Ontem estive fazendo umas configurações em certa empresa, e que o gerente administrativo puxou conversa sobre a situação da economia.

– Adão! Você que anda por muitos lugares na cidade, tá tudo parado como está aqui? Rapaz, não tem movimento nenhum. A situação tá ruim para todo mundo não é? – Olhei para ele, e com toda ironia possível respondi que: Não! Não tá ruim não! Ele insistiu no papo.

– Mas, rapaz, você tá me dizendo que essa paradeira, essa falta de gente comprando, vendendo, essa falta de negócio, só é aqui na loja? – Ué! Não tá ruim não! Você não votou em Rui Costa? Você não votou em Dilma? Não quer continuar com o governo do PT no poder? Por que tá dizendo que tá ruim? Se tivesse ruim, você, deveria ter votado por mudança!

Ele me sorriu sem jeito, e quis mudar de assunto. Mas, ai! Já cutucou. Tem que continuar.

A situação é esta aqui na Bahia, em Irecê e na zona eleitoral onde voto para a presidência.

  • 61,44% dos baianos votaram em Dilma/PT para presidente;
  • 74,95% dos Ireceenses votaram em Dilma/PT
  • 19,79% da Zona eleitoral onde voto, preferiram Dilma/PT

Quanto ao governo eis a situação:

  • 66,96% dos Ireceenses votaram em Rui Costa para governador
  • 34,51% dos eleitores da zona em que voto, elegeram Rui Costa do PT para governador;

Como é que este povo vai querer reclamar de que há coisas ruins e erradas, se, o momento de mudança para nós, o cidadão é por meio do voto, e eles, continuam votando no mesmo partido, continuam votando na Dilma e no projeto petista? Então, não venha chorar leite derramado perto de mim, que eu descasco em cima de qualquer um.

Diz, e é muito espalhado que o Nordeste e a Bahia votam no PT e em Dilma e em qualquer “cachorro doido” que o PT indicar, por que aqui tem muitos pobres, muitos analfabetos e muitos desinformados. Mas, não! Esta não é a realidade. Aqui tem gente estudada; aqui tem gente instruída. É impossível que quase 75% dos Ireceenses sejam pobres e analfabetos.

Eu conheço médicos, advogados, professores, policiais, padres, pastores, sociólogos, psicólogos, técnicos…. ou seja, a maioria das pessoas daqui, tem este viés petista. Votam nos petistas. Fazem campanha para os petistas. E, o nordeste fica com a fama, de que são os analfabetos e desinformados que votam e elegem os maus políticos.

Eu e minha esposa estamos na curva da crítica. Todo e qualquer ireceense que nos vem reclamar da situação leva a resposta que não está ruim não. Ruim, quem pensa que está somos nós, que votamos procurando mudar a situação e por meio da política, mas, quem vota para permanecer o PT no poder, não deve estar reclamando da saúde, da educação, da segurança, do transporte, e de outras situações que sabemos estar em péssimas condições.

O pior de tudo.

O pior de tudo é o contraste. Parece-me que este povo é alijado de certas faculdades mentais, racionais e da realidade. No dia a dia, reclamam da saúde. Reclamam da educação; reclamam da segurança; reclamam da infraestrutura; reclamam do abandono; reclamam e pedem socorro nas rádios, nas redes sociais e reclamam da falta de um monte de coisa e situações, MAS, não conseguem associar estas faltas a quem deveria melhorar e mudar a situação: os políticos. E assim continuam elegendo os mesmos que os levam para estas tristes estatísticas.

Para o povo baiano a realidade é uma coisa, e a política é outra coisa totalmente diferente e distante uma da outra. A Bahia está entre os Estados mais violentos. De acordo com a Pnad, mais da metade dos analfabetos do Brasil estão nos estados nordestinos (53,6%). Quanto à Bahia, e o analfabetismo, são 1.729.297, com idade superior a 15 anos, que não sabem ler nem escrever, o que equivale a quase 16,6% da população baiana. (IBGE 2010).

Ou seja, depois que o PT arranchou na Bahia os índices, em sua maioria pioraram. Se formos analisar a saúde, o povo baiano reclama; segurança pública; educação; saneamento… a reclamação é generalizada. Mas, então, o que é que faz o povo baiano votarem no PT se teve esta piora da situação?

Sem mistério. O PT é muito competente em fazer propagandas e demonizar, achincalhar os adversários. E o povo baiano tem demonstrado ano a ano que é manipulável, e ou, que gosta das coisas do jeito que estão.

Quando o empresário, citado no início do texto, foi questionado por mim, por que ele não mudou o voto, mas continua a reclamar da economia, do mercado, da carestia, da violência ele me disse: “é assim mesmo! E desconversou.” – São pessoas assim que votam e sustentam este esquema corrupto que está na Petrobras, que está nos Correios, que está espalhado nas instituições e nas repartições públicas.

A esperança de nós outros, a minoria Ireceenses, apenas 15,12%, que votamos em Aécio45 é que outras regiões mais bem administradas, e menos aparelhadas deem uma guinada e elejam o Aécio Neves para presidente. Eu copio o Tiririca e digo: “Pior do que tá, não fica”

Por causa da fratura na Cabeça do Rádio, tenho que me tornar um canhoto

Quando fui atendido na UPA 24h a médica que me atendeu tinha como especialidade a área de endocrinologia. Conversei com ela sobre a situação da diabete, os cuidados necessários que eu tinha que tomar, medicamentos corretos, etc. e tal.

Eu a perguntei se não era necessário um raio X do braço, pois, era o que muito me incomodava no momento. O joelho e o pulso direito em nada reclamavam além da ardência. O joelho por causa da raladura, o pulso esquerdo pelo impacto da mão no asfalto provocou uma enorme bolha de sangue na palma da mão.

Insistir com os enfermeiros: Ela não disse nada sobre um Raio X do braço? – Não! Mas, vamos lá dentro falar com ela. – disse ele. Seguimos pelo corredor. Recebi a receita de medicamento, fui levado para o setor de medicação e fui dispensado. Não fizeram o Raio X no braço.

Hoje, devido as dores no cotovelo que não cessavam fui à Clínica Ortopédica e lá fui atendido por um ortopedista. Ao tocar no braço disse-me: Tem fratura! Vai ali e tire um Raio X para eu ver onde, e de que tipo de fratura existe ai.

O resultado do Raio X apontou fratura na “Cabeça do Rádio”. – Não precisa de cirurgia. Mas, não posso engessar seu braço por causa da ferida. Você vai ter que ficar com o braço nesta posição da tipoia por 15 dias. Depois volta aqui para outro Raio X, e fará compressas com gelo 3x ao dia, e depois, terá que fazer fisioterapia.

Figura 1: Esta imagem foi pesquisada pelo Bing Imagens

Eis na imagem acima onde é que foi apontado a fratura: Cabeça do Rádio. Aqui estou com o braço imobilizado, tentando me virar com o braço e mão esquerda. Para comer, beber, usar o mouse, teclado… enfim, as circunstâncias me fizeram de canhoto, ao menos, temporariamente.

Não deixa de ser lamentável a situação de saúde na Bahia e no Brasil. A UPA 24h é uma estrutura em que serve para atendimento de emergências e urgências. E, pela enésima vez, não há atendimento especializado em áreas especificas. Outra vez, quando lá estive, quem me atendeu foi uma pediatra, e teve que atender um caso de alergia. Outra vez, minha esposa foi atendida por um médico de outra especialidade, e eles estão sempre avisando: Vou te atender pela situação, mas, você vai ter que ir em um médico especialista da área.

Violência: O PT culpou o DEM pelo mau que fez na Bahia

Hoje pela manhã recebi a visita de uma pessoa que nos vende frango. Veio para receber, e vender mais. Antes, porém, quis fazer chacota sobre a eleição que ocorreu ontem. Aqui na Bahia, o PT, Lula e Dilma desde antes do ACM, o cabeça branca morrer, que são votados maciçamente. O moço do frango me disse assim: E ai? Está alegre com a vitória ou chateado com a derrota! Ganhou ou perdeu o voto?

Ai meu amigo foi uma enxurrada de argumentos que, mesmo querendo sair da sala, não foi possível. Teve que ouvir tudo que eu tinha para falar.

A verdade é que, depois de uma eleição em que o PT foi mantido no poder, eu tenho a seguinte dúvida: Será o povo baiano tão obtuso ao ponto de fazer sempre a mesma besteira e não perceber as besteiras que faz? Ou será que o PT é tão convincente nas propagandas e na campanha política que enganam a maioria?

Então é esta a dúvida. Ou o povo baiano é muito besta, ou o PT é muito bom em enganar. Pode também ser as duas opções. Quanto ao vendedor de frango, bastou uma rápida exibição de imagens no Bing e ele se sentiu abestalhado e enganado pelo PT.

Segurança Pública.

Na propaganda do PT, que passou a maior parte do tempo DEMONIZANDO o Paulo Souto e Geddel Vieira, dizia que o DEM havia deixado a Bahia em péssima situação da segurança pública. Baianos devem ser muitos obtusos para acreditar no PT. Veja estas imagens abaixo sobre o Mapa da Violência na Bahia nos últimos anos, ou melhor, como era antes do PT, e como é que o PT fez e como é que está.

 

Os dados do gráfico acima eu peguei num dos arquivos PDF sobre o Mapa da Violência. Veja esta imagem sobre a violência em números. Veja a escalada da violência. Quanto era antes dos baianos elegerem um petista para o governo e como cresceu ano a ano.


Mas, ai, os baianos comeram angu com caroço e tudo. Pois acreditaram nas mentiras e nas manipulações do PT no horário eleitoral. Também tem a incompetência dos adversários em não saber informar o eleitor sobre o que é verdade e o que é mentira. O PT eu sei, é muito bom em fazer propaganda e em contra propaganda.

Antes do PT, a capital Salvador, ocupava, entre todos os Estados brasileiro, a 25ª posição, quando o assunto é violência e morte. Se matava em média 12,9 pessoas em Salvador. DEPOIS do PT, em 2010 Salvador ocupava a 7ª posição com mais de 42 mortes; aumentou 330,23% de aumento.

O PT na Bahia, conseguiu fazer os baianos acreditarem que os 332,4% de aumento em assassinatos, mortes e violência foram os políticos do DEM quem fizeram isto. Fico perplexo com a capacidade de enganação, e pior, mais perplexo em ver a maioria dos baianos votando no PT, e não conseguindo atribuir a insegurança pública, as mortes, os assassinatos, os assaltos ao PT. Que é incompetente: Pior! Querem chamar todo tipo de bandido para a mesa de negociação e conversa.

Eu disse ao moço do frango: Depois, quando você é assaltado; quando um parente seu é morto na rua; quando você ou eu for vítima de um bandido, ai, você vai pra igreja pedir a proteção divina; vai lamentar sobre o cadáver, e não vai lembrar que você RECLAMA da insegurança, mas votou no governo que mais contribui para a violência na Bahia.

Como é que vou acreditar que esse povo tem consciência na hora do voto? É um povo obtuso por demais. Não consegue pensar um pouco em um tema simples e que não precisa de muito: basta perceber como é que anda a violência. O povo baiano acredita no PT. O pior dos fatos. Os dados desmentem toda a campanha petista. Mas, tem outro dado, não é? A Bahia é campeã em analfabetos.