Além de políticas de ações afirmativas necessitamos de qualidade e outras ações na educação

Olhem a imagem abaixo. Eu fiz copia desta imagem no site de noticia Agência Brasil. Que é um órgão ligado ao Governo Federal.

E qual é o meu interesse? Só comentar que, enquanto existir entre nós esta insistente tentativa fazer “politicas de ações afirmativas”, sem mudar a estrutura para que pobres, pretos e pobres brancos tenham as mesmas condições de estudos, segurança, alimentação, saúde… poderão reservar 100% das vagas em qualquer universidade, ainda assim, por muitas outras dificuldades se abandonará os estudos.

No curso Técnico do IFBA na turma de Informática haviam, alguns colegas negros e vários pardos, e vários brancos. Sobre um dos negros, certo professor fazia exigência extra, para que ele fosse o melhor, que ele tinha que demonstrar e saber mais do que os demais colegas, por que? Por que os negros, segundo o professor negro, tem que ser mais do que os outros, para demonstrar a superioridade dos negros. Não deixa de ser um comportamento racista também!

Um a um os negros foram se afastando do curso. Resta eu, mais um rapaz, e uma moça. Ou seja, agora somos 3 apenas, no curso de Informática. E por que os outros desistiram? Uma colega disse que o curso não é o que ela queria e pensava; e de fato o curso técnico oferecido no instituto, é por demais tedioso, e o conteúdo, com raras exceções, servirá apenas para concurso público.

Outro que desistiu, o fez por dificuldades de aprender o conteúdo. Disse-me que, é muito dificil estudar o curso. Ainda mais, com a metodologia e o que querem fazer do curso. É um erro, penso eu! E, é um erro porque querem, e já disseram isto para nós, que o curso Técnico Subsequente é mais difícil e puxado por que temos que estudar em dois anos, todo o conteúdo que é aplicado em quatro anos para o integrado.

Já havia, no semestre anterior reclamado desta realidade. Falei ao coordenador e expliquei para os colegas: não é que se tem que aplicar em dois anos o conteúdo de quatro anos. Deve-se ter um curso de quatro anos para quem estuda quatro anos, e ter um curso de dois anos para quem estuda dois anos. É questão de planejamento.

Cada um dos negros e vários pardos e muitos outros brancos desistiram do curso. É só contar. O curso começou com 40 alunos. Destes 34 se apresentaram e se matricularam. Hoje, da primeira turma, estuda o quarto semestre apenas cinco. No segundo semestre da segunda turma existe 17.

As políticas de ações podem ter sido úteis em vários países em que o racismo eram impeditivos. Aqui em nosso Brasil, nós todos precisamos de qualidade no ensino, exigir dos educadores, professores e servidores públicos da educação qualificação e condições de ensinar, pois, de nada adianta contratar vários mestres, PhD, ThD, pós-graduados, e sem saber ensinar, sem saber transmitir conhecimentos.

Nos curso de Informática por exemplo, existe uma grande lacuna; os professores são acadêmicos, mas, o curso é técnico. Como acadêmicos são ótimos professores, e como técnicos, não sabem! É tanto que os computadores dos laboratórios de informática estão, quase todos contaminados com vírus. Digo quase todos, porque o PC que uso, e de meu amigo Eddie Santana, nós limpamos. Certamente que os professores não ganham para limpar os vírus dos computadores, mas, poderiam ao menos aproveitar a situação e ensinar a remover tais pragas.

Terminando dentro do tema: a maioria se declarou pardo e negros e índio por serem ou o fez pelos 50%? Outra questão é ver o comportamento dos politicos em questão. Eles podem usar isto para se engrandecer e dizer que estão  transformando a sociedade brasileira; outros politicos, comportamento igual seria visto com abuso de poder, uso da máquina, aproveitadores do momento; Já estão querendo dizer e atrelar isto que foi noticiado: mais da metade se declarou pardo e negro, – como reação a lei das cotas aprovadas, veja que inusitado, duas semanas atrás.

Fenomenal!

Resultado do apagão: Um viva a era PT/Lula/Dilma e Dilma/Lula/PT.

Somente nesta terça-feira 29/10/2012 conseguir terminar alguns dos atendimentos das empresas que presto serviços, isto é, as urgências depois do apagão da última semana. Está prometido para a próxima quarta-feira, 31/10/2012 explicação oficial. Seja como for, as explicações não irão ressarcir os prejuízos.

Até o momento alguns equipamentos que estavam ligados naquela noite sofreram avarias sérias, por exemplo, dois nobreaks passaram a agir de forma estranha e os servidores que deveriam permanecer ligados estavam sendo desligados aleatoriamente.

Algumas empresas em que só é possível a manutenção nos servidores e equipamenteos somente à noite tiveram que ser cancelados, causando transtornos e atrasos, bem como, despesas foram geradas pois, o período dos funcionários foram computados como trabalhados, porém, a atividade não foi realizada no período estabelecido.

A pior situação, nos clientes, foi ter que restaurar backpups do dia anterior e ter que corrigir algumas estações que estavam em manutenção no instante do evento: “apagão da Dilma”, sendo que este não foi o primeiro.

Em 2009 Dilma, então Ministra, disse que havia ocorrido um blecaute, e criticou o governo FHC, dizendo que naquela época (2001/2002) é que havia apagões. Mentira! Naquela época passamos por problemas de chuvas, e houve racionamento. Também disse outra mentiras e que a ANEEL até puniria, se encontrasse os responsáveis. Pelo visto, até hoje, não encontrou. (Leia aqui).

O ministro Lobão havia dito que não havia risco de apagões, blecautes, apaguinhos, probleminhas nas transmissões, ventanias, raios e outras coisas mais. Fato é que este governo é muito bom em dizer que no passado era pior, no entanto, faz uma década que ai está tais eventos estão diminuído o período entre um e outrom, ao invés de estarem aumentando o tempo entre as falhas.

Se antes ocorriam dois por ano, agora está acontecendo quatro por ano. Ou seja, estão fazendo com que tenhamos apagões trimestralmente, e logo teremos bimestrais e mensais?

Aposto que as explicações oficiais que sairão logo mais, apontará um novo elemento ainda não apontado. Já disseram que foram raios, falaram que foi falha de equipamentos, falaram que foi ventos, já disseram que foi curto-circuito, já até insinuaram SABOTAGEM. Quem é que precisa sabotar este governo? Ele mesmo por si, já é uma. E o elemento que falta é falha humana. Dirão que foi falha de pessoas, mas, nunca saberemos quem foi, onde trabalha, o que fez. Só isto mesmo:  “falha humana”, como uma atribuição genérica. Uma justificativa de que “errar é humano” e que o governo não tem nada com isto.

Uma característica notada é que eles espalham tantas versões do que pode ter acontecido, que me faz lembrar uma vez em que Nelson Piquet deu quatro respostas diferentes sobre o que aconteceu com o carro. Um deles perguntou por que das respostas diferentes: para ninguém saber o que aconteceu de fato, só quem precisa saber o que aconteceu são os mecânicos da equipe. – Disse algo parecido.

Eu reclamo e faço queixas, ainda que, os apagões geram renda extra para mim. É quando há problemas que sou chamado a solucionar. Se não existir problemas a serem solucionados, sem trabalho fico.

E viva a era PT/Lula/Dilma e Dilma/Lula/PT.

A Globo, Ronaldo e os seis milhões para emagrecer!

Esta semana existe um tipo de campanha dos revoltados. E, tudo por que estão dizendo que a Globo está pagando 6 milhões de reais para que o Ronaldo emagreça. Tão inusitado é a reação das milhares de pessoas com a informação. São os mais diferenciados tipos de pessoas e opiniões. Eis alguns:

  • Uma vergonha;
  • Brasil um país sem vergonha;
  • Tenho vergonha de ser brasileiro;
  • Brasilzão sem jeito na cara

É legítimo que cada um tem sua opinião. No entanto, o que é que a Globo teria feito de mais? O que é que Ronaldo está fazendo fora da lei? Nem é que é fora da lei, muitos estão revoltados com a Globo pagar  6 milhões e o Ronaldo receber, e querem criar uma relação inexistente entre este evento e o Criança Esperança, e muito mais além: a existência da fome, da pobreza e da miséria.

Nem sabem se é verdade a informação, e já saem por ai divulgando sua revolta. E, ainda que fosse verdade, por existem adultos e crianças em estado de miséria é proibido a eles celebrarem contratos milhionários? E ainda que fosse verdade, por existirem adultos e crianças magras, é proibido ao Ronaldo e Globo fazerem um contrato para que as pessoas gordas se sintam entusiasmadas a emagrecerem, como é a proposta do programa?

Neste ponto vem as comparações: Poderia usar os 6 milhões  para  alimentar milhares de crianças; poderia doar para o Criança Esperança; Poderia usar para a caridade e não para aumentar aquele que já é rico e famoso; poderia usar o dinheiro para ajudar uma instituição de caridade; poderia isto, poderia aquilo. Mas, não! Veja que mundo injusto! Veja como a Globo e o Ronaldo são aproveitadores os seis milhões foram pagos ao Ronaldo para participar de um programa para ele emagrecer. E sabe o que mais? É a taxa por quilo emagrecido mais caro do mundo. E ficam ainda mais indignados quando sabem que milhões de brasileiros irão assistir o programa. Ai! está os milhões de burros, emburrecidos, alienados, tapados, troçados. Os dominados pela plim-plim.

Vamos lá!

Não me será estranho, se, uma grande parte destes indignados também não sejam os que são também desconfiados de que a Globo não repassa o dinheiro do Criança Esperança ao UNICEF; mas, que não desconfiam do SBT com o TELETON, e de outras campanhas de arrecadação.

O fato é que, se a Globo faz uma programação desta eles criticam; se faz o Criança Esperança também; se faz novela, investe na alienação do povo; se passa filme hollywoodiano é contra a cultura nacional; se passa filme nacional foi por que ela mesmo produziu; se repete os filmes é porque não tem acervo; se investe na cultura é interesseira; se faz programa popular é baixaria; se faz programa de outro nível é elitista.

O fato é que a Globo tem sua programação. Assiste e acompanha quem quer. Existem tantos bons programas na emissora, e existem outros canais, como por exemplo, o Futura, e qual é mesmo a audiência deles?

Existem tanta vida e tantos outros afazeres a não ser ver  televisão, mais específico, ver a programação da Globo. Porém chega um tempo que até isto enfada. Ai, fazer o que? barzinho, pizzaria, restaurantes, festas, estádio, quadras, museus, programação culturais em coretos, escolas.

A primeira imagem que vi foi esta:

Em minha opinião há uma tentativa falsa de fatos, eventos e recursos. Supondo que a Globo  tenha mesmo pagado os tais seis milhões. Se a Globo quisesse  trocar: Nós iriamos pagar 6 milhões ao Ronaldo, mas, vamos fazer o seguinte, nós iremos combater a fome e a miséria Brasil a fora, e vamos engordar algumas centenas de crianças. Isto faria com que estes indignados gostassem mais da Globo e assistiriam ao programa? Evidente que não! Seria mais um motivo para criticar a mesma, assim como fazem com o projeto Criança Esperança.

E não é só com a Globo não. Se uma igreja fizer o mesmo, irão dizer algo semelhante. Se fosse um político do mesmo jeito. Se fosse o Eike Batista, iriam dizer que é para aplacar a consciência pesada; Veja ai, o exemplo de uma celebridade do futebol. É ou não é assim?

E, um pouco mais além. Desde que Michael Jackson e aquela turma do We are the World fez sucesso que se faz campanha para ajudar crianças pobres, famélicas, desnutridas, exploradas. E, nosso mundo não mudou muito. Continuam a existir milhões nas mesmas condições.

A segunda imagem foi esta aqui!

Vejo ai nesta imagem a desconfiança. Por que a Globo faz o Criança Esperança, que é, em todo caso, um programa de ajuda com o dinheiro de outros, mesmo assim, a emissora investe no programa. Faz chamadas em horário nobre, tem suas celebridades envolvidas, tem as aparelhagem, tem aluguel, tem custos que só a Globo sabe dizer. Não seria então melhor dizer à Globo: ao invés de você fazer o Criança Esperança você pegar todo os dinheiro que aplica no período e passar para o UNICEF? Será que a Globo não gasta mais do que se arrecada? Qual é a despesa da Rede Globo com o Criança Esperança?

Eu não sou do grupo dos indigandos. Nem se for verdade que a Globo esteja mesmo pagando os seis milhões. A Globo é uma empresa de comunicação; o Brasil é um país democrático e capitalista; e o controle remoto está em minhas mãos.

Brasileiros 2.1: de boca aberta – Eis o nosso livro lançado

Depois de muitos correios eletrônicos e várias “reuniões” virtuais eis que já está disponível à venda o nosso livro. Digo: “nosso” por que somos “21 coautores de 8 estados”. E no livro estão destrinchados os problemas brasileiros de educação a política partidária, de modismos a pseudo-democracia, de defesa nacional à ética político-partidária… Com levantamento das questões, críticas e sugestões.

Brasileiros falam muito, mas expressam-se poucos. Precisam falar melhor para serem ouvidos e respeitados. Este livro é apenas um grito de gente que procura conhecer dia a dia o que nos aflige e como podemos sair dessa aflição.”

A coordenação do projeto foi de Marcos Pontes do blog: S-E-2: Um blog político de oposição.

Infomações e descrição da obra

Categoria(s): Diversos
Idioma: Português
Edição/Ano: Primeira Edição/2012
Numero de paginas: 331
Peso: 437

Tipo de Capa: Capa cartão
Acabamento: Brochura com orelha
Papel: Offset 75g
Formato: 14 x 21 cm
Miolo: Preto e branco

Como comprar? Você pode comprar o livro em dois formatos. São eles: 1) – Livro impresso; 2) –Livro PDF. É só clicar aqui no link abaixo:

Fui convidado e participei! Agora é outra parte. Divulgação e busca de patrocínio.

Coleção de imagens, clip-arts, vídeos, áudios do Microsoft Clip Organizer

Hoje uma amiga que  trabalha em uma empresa e que tem que fazer relatórios e documentos de apresentações diversas me pediu um link de algum site para ela usar clip-arts, fotos, imagens, videos e assemelhados para ser usado em seus documentos, nas planilhas e apresentações multimídia.

A grande admiração dela foi eu indicar o uso da Microsoft Clip Organizer que veio junto ao Office 2010. Coisa simples de usar.  E para usar basta fazer assim:

  1. Clique em Iniciar.
  2. Clique em Programas ou Todos os Programas.
  3. Selecione Microsoft Office e Ferramentas do Microsoft Office.
  4. Na lista, clique em Microsoft Clip Organizer.
  5. Você pode clicar em Clipes Online ou em Pesquisar para começar a criar coleções de arquivos de mídia fáceis de gerenciar.

Não tem como errar. É só olhar a imagem acima. Lê o texto do passo a passo acima da imagem e você vai encontrar o programa da imagem abaixo. Programa que vai permitir obter os mais variados tipos de imagens, gráficos, desenhos, vetores, áudios, vídeos; também em vários tipos de extensões: jpg, wmf, png, wma, wmv. etc.

Simples também de usar. No painel do lado esquerdo você encontra as listas das coleções. Você tem as coleções existentes em seu computador, e as que estão na Web, e todas a sua disposição.

Aproveite, use tudo que for necessário observando os direitos de usos. Certamente pelo menos uma dezena vai estar dentro do que você precisa.