Roubaram o time errado!

Nosso bairro faz algum tempo sofre com um certo tipo de violência. Muitas aqui já foram assaltados na porta de casa, ou no máximo a poucos metros dela. Kaio e Pedro já foram assaltados e levaram duas bicicleta. Conseguir tomar uma, mas, a outra e a turma envolvida no assalto fugiram.

Tentativas de estrupo também já aconteceram. Vários tipos de crimes acontecem por aqui. Inclusive vandalismo. Pois bem. Hoje aconteceu algo também inusitado em relação a estes tipos de crimes.

Quando voltávamos, eu e Kátia das compras dos temperos, encontramos uma turma de pré-adolescentes. Talvez, o mais velho deles tivesse 14 anos. E, estavam cercando um outro jovem. Bem vestido, bem aparentado. E, de inicio pensávamos ser um debate sobre futebol. E, que estavam tentando arrastar aquele jovem para uma partida de futebol, mas, não era.

O fato é que este dito jovem havia roubado junto com outro comparsa a mochila e os pertences de um membro do time deles. O outro correu, porém este ficou no meio desta garotada. E eram um vai pra lá, vem pra cá, segura ele, não deixa correr, cerca ai, vem cá fulano… eles então dobraram a rua, e só lá adiante soubemos de tudo isto.

Se tivesse me inteirado da situação antes teria ajudado a favor dos jovens. No entanto, não demorou muito o mesmo foi detido e a polícia já chegou como sempre, sendo forte com quem é fraco. Eu não vi, mas, fui informado que já chegaram botando o moleque para sangrar pelo nariz. E, o mesmo moleque que negava tudo, logo, logo disse quem foi quem fez o que, e onde é que morava.

Pois bem, desceram todos para outras bandas do bairro. Jovens que aparentemente não tem necessidade de roubar. Jovens que frequentam lugares distintos. Jovens com pais e mães preocupados com a educação, religiosos, com posição politica, pertencente a classe social, de que não se pensa, nem se diz, que é originária das violências e das estatísticas sobre isto e aquilo.

O fato é que estes dois pivetes se lascaram. E, gostei muito da reação dos jovens, em cercar um dos meliantes. Fizeram como um bando de pardal sobre seus inimigos e invasores.

Como é que aprende a programar

Ontem a noite fizemos prova de Algoritmo lá no IFBA. Foi a primeira prova da matéria. E confesso abestalhado que eu nunca soube, até estar estudando no IFBA que se aprende a programar computadores escrevendo a lógica no papel.

Porém, o professor de Algoritmo insiste em dizer: “Vocês não estão sendo prejudicados, gente! Este inicio é mesmo teórico, e vocês tem que escrever o código primeiro no papel”

Já meu sogro, que é mecânico, me deu uma aula simples de mecânica dizendo que nenhum mecânico aprende a ser mecânico escrevendo sobre motores, sobre eixos, sobre pastilhas de freio, sobre barra de direção”

Meu pai, que foi pedreiro, e me ensinou várias atividades da arte dos pedreiros sempre me dizia:  para saber, você tem que fazer. Vá ali e use o prumo, pegue a mangueira e vamos aprender a tirar o nível pela água, pegue a régua do nível, use o sarrafo…

Até no programa de receitas de TV do tipo Mais Você, não se ensina as mais variadas receitas apenas ditando as receitas, tem que ter o MODO de Fazer.

Mas, é isso ai!

O IFBA, e o prof. Jonatas, insistem em que devemos aprender a programar computadores escrevendo programas em papel, e também, sem termos livros, sem disponibilizarem os recursos necessários.

A continuar assim, pensem no que teremos escrito no diploma de Informática daqui uns meses.

Enquanto isto, veja abaixo, a infraestrutura e recomendada para se aprender programação, isto é o que o governo declara como necessário. Na prática, a situação é bem outra.

eixo-tecnologico

Nem temos biblioteca, não temos bibliotecário, não temos acervo especifico, nem atualizado, nem antigo, não temos laboratório de informática, como é que teriamos PROGRAMAS ESPECIFICOS?

Este governo eleito pela maioria dos brasileiro me faz vergonha, e me faz saber que não errei em não ter votado nesta catiguria de mulheres e homens que se instalaram no poder. Estão ai, mas, não foi com meu voto.

ABNT 14136: novas tomadas

Hoje lá no IFBA ao conversar com um dos professores sobre as condições dos laboratórios e as tomadas no novo padrão, não me assustou a informação, mas achei curiosa a fonte da informação: alguém que deveria ser mais bem informado do assunto do que um técnico formado na base do empirismo e da leitura dos manuais técnicos.

Segundo a informação do colega, um moço ligado a engenharia disse que o novo padrão de tomadas adotada no Brasil nada mudou a não ser a aparência externa e as tomadas.

Até parece que se fariam todos estes preparativos para uma adaptação simples de segurança. Não colega! Não caro engenheiro, não é verdade.

Muito mais coisa mudou no padrão das tomadas, e um que é FUNDAMENTAL, é a posição dos pinos NEUTRO, FASE e TERRA. Não só nas tomadas, mas, também o que já li é que toda a estrutura fora mudada nos novos aparelhos.

tomadas-novas

Ou seja, agora o padrão que era, TERRA em baixo, NEUTRO na esquerda e FASE na direita, agora mudou de vez. Mesmo que o terra esteja na parte de baixo, o FASE agora fica do lado esquerdo, e o NEUTRO do lado direito. O ruim, é explicar tudo de novo ao contrário para todas as pessoas.

comparacao_tomadas

Caetano em: Comparando tomadas

Se seu aparelho é novo, deve usar a tomada nova, no padrão novo para evitar danos e prejuízos, afinal, depois não terá como reclamar. Esteja atento. Os aparelhos novos estão nesta diferenciação, não é como o engenheiro, inspirador deste texto. Não é verdade que nada mudou. É o contrário tudo mudou. Inclusive a conversão de que é da esquerda para a direita.

O padrão agora, é FASE NA ESQUERDA, ou seja, seguindo o que se sabe: o fluxo de energia sai da esquerda para a direita. O pior é constatar que quem trabalhava errado agora vai continuar a trabalhar errado, já que mudou tudo com este padrão, com a norma ABNT 14136.

Quer mais: aqui nesta palestra!

No dia contra o abuso, descobre-se os abusos

Ontem, estávamos nas rádio para divulgar nossa paralisação lá no IFBA. Junto a nós estava o pessoal do Conselho Tutelar para comunicar a comunidade que hoje, 18 de maio, foi instituído como o Dia Nacional de Luta contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. E, estavam lá para promover o dia de hoje.

No entanto, os fatos daqui do bairro, demonstram não só a necessidade deste dia no calendário. Uma criança de 9 anos estava desaparecida desde anteontem. Soubemos que ontem, estava na rua, na casa e por aqui por perto, várias autoridades querendo saber e participar da busca da criança desaparecida.

Uma determinada vizinha deu a chave para o entendimento da situação, e consequentemente a localização da criança desaparecida. O fato é que ela não era mais criança. Fazia tempo que esta criança era responsável por todos os serviços domésticos. E, era severamente punida quando algum dos serviços deixavam de ser realizado.

Ouvi num mercadinho aqui próximo de casa, que a criança, depois de ter recebido uma surra, decidiu que era melhor sofrer noutro lugar do que estar nesta servidão escravagista. O que fez ela? Saiu de casa e fugiu.

Felizmente hoje já sabemos para onde ela foi. Já foi encontrada. Esperamos, então, que o Conselho Tutelar aja. Que as autoridades exijam o cumprimento da lei, e que, quem está ligado ao cerceamento dos direitos desta criança sejam punidos de acordo com a lei.

A ação desta criança revela, e ou, descortina a realidade de milhares de crianças no Nordeste, no Brasil e no mundo.

Pais que agem como capangas. Pais que agem como capataz. Pais que agem como cafetão. Mães cafetinas. Pais que não cuidam e sim que escravizam seus filhos, estes devem ser, punidos e também educados, ensinados a serem pais. Não é por que se teve uma infância complicada, difícil, sem recursos, sem acessos diversos que seja imperativo condenar os filhos ao mesmo fim.

No dia do combate ao abuso que também se evite os abusos.

Esclarecendo a paralisação da turma de Informática do IFBA!

A turma de Informática, na modalidade Subsequente do Campus Irecê, resolveu nesta noite de segunda-feira (16/05/2011), e até terminar as negociações e obter respostas as reivindicações da turma, bem como, as reivindicações do Campus IFBA Irecê, ficaremos paralisados em protesto a situação em que se encontra o Campus.

Nós, como turma, já havíamos procurado a administração anteriormente para obter informações sobre o campus. Todas as vezes fomos atendidos. Em conversa na turma, ficou determinado uma trégua, e um prazo. O referido prazo já venceu. E, já passou mais de um tanto dos dias aprazados. Hoje decidimos a paralisação. Amanhã iniciaremos as negociações com a direção do IFBA, bem como iremos tomar as providências necessárias para informar a comunidade local e regional da situação.

A paralisação por parte da turma, teve apoio nesta noite, de 100% dos presentes. Todos assinaram a lista da ata da turma, bem como se comprometeram, a não enfraquecer o movimento de paralisação.

Se mantivermos a união demonstrada nesta noite, nós não só nos fortaleceremos como turma, como também poderemos apoiar a prof. Josélia, a diretora geral, bem como ao Juliano, Jonatas, Jeime e todos os demais professores a exigirem daqueles que assinam, daqueles que determinam, daqueles que liberam os recursos.

Nossa paralisação não deve ser um movimento de isolamento da administração do Campus, mas, subsidia-lós com argumentos, com apoio, com esclarecimentos, e juntos, eles e nós, chamar a atenção da comunidade, das autoridades, dos envolvidos direta e indiretamente com o campus do IFBA em Irecê.

Por que nesta semana?

Pode haver colegas, professores ou alguma pessoa da administração, que tentarão, e até poderá  querer pressionar a turma por faltas, notas e outro tipo de pressão. Se isto ocorrer, bem, mostrará, e evidenciará da parte deles, o uso da força, da coação, da coerção bem como, indiferença a realidade do campus. Não estamos correndo, não estamos amarelando, não estamos agindo agora em função das avaliações. Pelo contrário! Como é que poderemos ser avaliados corretamente nas condições insuficientes que nos deram o IFBA, campus Irecê?

O fato é que passou-se o tempo de respostas. Terminou os prazos combinados. Acabaram as ofertas de prazos. Agora iremos ajudar com os protestos. Iremos reivindicar o que falta. A paralisação é o inicio do movimento.

E os professores?

Os professores tem seu posicionamento e eles são regidos por outras regras, leis e estatutos. Não irão, ou, não devem tomar partidos. Não devem se envolver. Não devem aconselhar. E, devem estar no campus nos horários de suas respectivas aulas. Deles sabemos que nenhum apoio, mas, se algum deles chegar a comentar a paralisação em apoio, claro que iremos agradecer.

E os colegas?

Sabemos que, ainda que todos que lá estiveram na aula, assinaram a participação, sabemos que alguns temerão ficar sem as notas das avaliações desta semana. Por isto, medidas serão adotadas para auxiliar tais colegas em seus temores, em seus receios, bem como iremos procurar fazer todo o possível para melhorar a situação do campus.

E nossas reinvindicações votadas desde o inicio da turma foram entre outros:

  • Laboratório de informática;
  • Material didático;
  • Água e transporte escolar;
  • Material audiovisual e auxiliar para os professores e alunos.

Turma diminuída e diminuindo!

Desde o inicio das aulas até a presente data, transcorreram 46 dias. Por motivos diversos e por dificuldades diversas, a turma de Informática tem perdido sistematicamente a frequência dos colegas. Por alto, a cada 3 dias, desde o inicio, um colega desistiu. Quanto tempo para se ENXUGAR a turma será necessário?

Viemos medindo a insatisfação entre nós, desde o inicio das aulas. a ponto de sabermos, e obtermos informações de cada um dos colegas, o que tem contribuido para a insatisfação e desgosto. Em percentuais diversos, nossas enquetes apontam  para as mais variadas dificuldades, entre elas, os conteúdos e a falta de material didático, falta de material ilustrativo e de apoio, faltas na infraestrutura. Nós, as turmas da noite, com raras exceções, temos água nos sanitários, água para beber, quando tem, falta copo, e não temos papel higiênico nos sanitários. Não ter, tem sido a regra!

Nós tivemos a paciência necessária. Insistimos e nos dispusemos a ajudar. Procuramos meios de auxiliar a administração do Campus de Irecê. Agora, com a paralisação, procuraremos dar visibilidade, divulgação e ampliar nossas vozes na comunidade de Irecê e na região, para que se possa ter tempo e disposição para a busca de solução.

Quem é que vai reclamar de um Campus do IFBA em Irecê. Nenhum de nós. Mas, quantos estão satisfeito como o campus está neste momento?

Juntos somos fortes!

Edital UFBA 2011: A saúde será condição para a não convocação?

Hoje estava lendo o Edital do Concurso da UFBA e admirei destas exigências dos aprovados, e dos que poderão ser convocados. Fiquei com a impressão que o quadro de saúde, também será decisivo. Leia com atenção:

12.4. Atendendo às necessidades da Administração e dentro do prazo de validade do concurso, os candidatos serão convocados para inspeção médica, através do site de concurso da UFBA.

12.5. Ao comparecer à inspeção de saúde para realização da avaliação clínica, psicológica e funcional, o candidato deverá apresentar os seguintes exames complementares:

a) para todos os candidatos: hemograma completo, glicemia de jejum, colesterol total e frações, uréia, creatinina, sumário de urina; triglicerídeos, TGO, TGP, Gama GT, VDRL e exame oftalmológico completo;

b) para as candidatas do sexo feminino, apresentar também: ultrassonografia pélvica e exame preventivo ginecológico;

c) para os candidatos acima de quarenta anos, apresentar também: PSA, para os candidatos do sexo masculino; mamografia e ultrassonografia das mamas para os candidatos do sexo feminino e ECG para ambos os sexos.

12.6. Os exames hematológicos, oftalmológico, ECG, preventivo ginecológico, ultrassonografia pélvica, devem ter sido realizados até 30 (trinta) dias antes da data do comparecimento ao SMURB, para realização da Perícia Médica. Os exames de imagem serão aceitos com até 90 dias da sua realização.

12.7. Durante a inspeção de saúde, poderão ser solicitados outros exames complementares, na dependência da necessidade de esclarecimento diagnóstico, a critério da equipe de avaliação médica.

Do Edital do UFBA 2011

Suspeito que alguns candidatos serão eliminados devido o seu quadro médico.